Será que o Exame de Suficiência do CFC cumpre a sua finalidade?

No programa Conversando sobre Contabilidade de 17/7, o Contador e Professor Salézio Dagostim tece considerações a respeito do Exame de Suficiência e da necessidade de mudanças na sua forma de aplicação, em resposta ao questionamento de um telespectador. Segundo Dagostim, o exame deveria ser aplicado na própria instituição de ensino, como condição para verificar se o aluno recebeu os conhecimentos básicos da profissão. Além disso, seu conteúdo precisa ser modificado para ter mais foco na realidade do dia a dia do profissional contábil.

 

Teletrabalho e home office

No programa Momento Empresarial desta semana, 3/7, o Advogado Especialista e Técnico Contábil Giuliano Dagostim fala sobre as mudanças nas relações trabalhistas na pandemia, com a implementação dos regimes de teletrabalho e de home office, e sobre a necessidade de adaptação da norma à jurisprudência quanto a estas novas modalidades de trabalho remoto.

 

Base de faturamento para pagar tributos

No programa Conversando sobre Contabilidade de 19/6, o Contador e Professor Salézio Dagostim salienta que o Estado tem que levar em consideração a quantidade de trabalhadores envolvidos na obtenção do faturamento, e não somente o seu valor, para estabelecer a alíquota a ser aplicada no recolhimento dos tributos. Se o Estado quiser manter a estabilidade social, ele precisa estabelecer uma política de manutenção dos trabalhadores no trabalho.

 

Necessidade de mudanças na forma de executar a Contabilidade Pública

No programa Conversando sobre Contabilidade desta semana, 19/6, o Contador e Professor Salézio Dagostim fala sobre a necessidade de mudanças nas técnicas de registro da contabilidade pública, para que seja adotado o regime de competência na elaboração das demonstrações contábeis dos órgãos da administração pública. Na opinião do Professor Dagostim, os órgãos públicos devem adotar os mesmos critérios de apuração de resultados dos agentes privados. Além disso, os ingressos de empréstimos e de antecipação de tributos não podem ser considerados como renda das atividades no período do recebimento, mas em duodécimo do mês efetivo da exigibilidade, a fim de que se conheça os resultados verdadeiros dos gestores públicos.

 

Regime caixa não é um regime contábil

No programa Conversando sobre Contabilidade de 15/5, o Contador e Professor Salézio Dagostim esclarece que “regime contábil” é aquele utilizado pela ciência contábil para apurar o valor do patrimônio das pessoas. Para isso, é necessário o registro das dívidas e dos valores a receber. Sendo assim, o “regime caixa” não é um regime contábil, mas um regime tributário, porque o patrimônio não é apurado através dele.

 

Significado do termo "contabilizar"

No programa Conversando sobre Contabilidade desta semana, 15/5, o Contador e Professor Salézio Dagostim salienta que o termo “contabilizar” deve ser usado somente quando o objetivo do contador for integrar o fato ocorrido no patrimônio monetário das pessoas. Do ponto de vista técnico, então, o termo “contabilizar” implica, necessariamente, o reconhecimento do “débito” e do “credito” ao fazer o registro para integrá-lo no patrimônio.